Área Restrita

Alunos da rede pública do país recebem medalha de ouro em matemática

23/07/2015
Notícias
Institucional

 

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, disse hoje (20) que quanto mais o Brasil for um país justo e proporcionar oportunidades, mais livres serão os jovens para escolher seus caminhos profissionais, pessoais e de inteligência. Janine se dirigia aos alunos premiados na edição de 2014 da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), na cerimônia de entrega das medalhas no Theatro Municipal, no centro do Rio de Janeiro. “O mundo que se abre diante de vocês não é trivial. É um belo e grande mundo”, apontou.

 

Para o ministro, o desempenho dos estudantes favorece o crescimento do país. “Se eu posso sugerir uma coisa, orgulhem-se muito da história de vida que vocês já têm e pensem na história de vida que vocês vão construir com muito carinho, muita ambição, porque todos merecem.”

 

O ministro da Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo, que também participou da cerimônia, elogiou o empenho dos estudantes premiados, que tiveram de enfrentar dificuldades, por morarem em regiões com pouca estrutura e, ainda assim, conseguiram conquistar medalhas. Para ele, também é preciso lembrar que o Brasil tem lugares, como comunidades indígenas, onde a população não tem conhecimento da matemática. “É preciso que no nosso esforço de promover o ensino de matemática tenha a decisão de retirar da exclusão lamentável parte de nossa população que não sabe nem contar”, analisou.

 

Mais de 18 milhões de estudantes, de 99,41% dos municípios do país, disputaram as premiações. Do total, 501 conquistaram medalha de ouro, 1,5 mil de prata e 4,5 mil de bronze. Quando a competição começou, em 2005, eram cerca de 10 milhões de estudantes. Na avaliação do coordenador-geral da Obmep e diretor adjunto do Instiutto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), Cláudio Landim, a olimpíada é um projeto com grande impacto na qualidade do ensino da matemática. “Essa é uma grande contribuição, mostrando que a olimpíada é muito mais do que uma prova. Pode ser instrumento eficaz de mobilidade social no país”, comentou.

 

Landim destacou que, além de participar da competição, os alunos que conquistam medalha de ouro podem passar por uma seleção e garantir bolsa para estudar em uma universidade do país, concedida pelo Instituto Tim, no valor de R$ 1,2 mil. A oportunidade pode se estender também para o exterior. “A primeira seleção foi feita este ano, e uma aluna escreveu dizendo que foi admitida para a Universidade de Helsinque [Finlândia], e gostaria de saber se pode continuar com a bolsa para prosseguir seus estudos. Isso mostra a qualidade da seleção que foi feita”, explicou.

 

As trigêmeas Fábia, Fabíola e Fabiele Loterio, de 15 anos, estão no 1º ano do ensino médio e estudam na Escola Estadual Alice Holzmeister, na zona rural da cidade de Santa Leopoldina, no Espírito Santo. As jovens conquistaram medalha de ouro na olimpíada de 2014. Para as três, o estudo de matemática ficou muito mais fácil e agradável depois que começaram a participar da olimpíada, em 2011.

 

Fabíola e Fabiele ainda não se decidiram sobre o curso que vão fazer na universidade, apesar de saberem que será algum na área de ciências exatas, mas Fábia não tem dúvida. “Eu quero fazer matemática”, contou.

 

Fábia disse que participar da olimpíada abre portas e mostra como o estudo pode mudar a vida do estudante. “Passei a gostar muito mais de matemática. Sempre gostei, mas depois da Obmep [o interesse] foi muito maior", disse, revelando que estava emocionada em receber o prêmio.

 

Para Fabiele, a forma como a matéria é apresentada é que conquista o aluno. “Usa também mais lógica e força a pensar. Não é como na escola. É diferente.”

 

Todos os medalhistas de ouro têm direito de participar do Programa de Iniciação Científica (PIC), no qual durante um ano têm aulas de matemática aos sábados em universidades públicas do país. Eles recebem bolsas de R$ 100 por mês em recursos liberados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O ministro Aldo Rebelo informou que não haverá cortes neste investimento. “Tudo que há de compromisso já firmado pelo CNPq será mantido, inclusive as bolsas de iniciação científica.”

 

Fonte e imagens: Agência Brasil

 

 

Veja Também

21/06/2016
Institucional

[Vestibular 2016/2] Documentos para a Matrícula!

    Pega o papel e a caneta (ou lápis) e anota tudo certinho! Você vai precisar de 01 foto 3x4, Xérox (01 cópia) dos seguintes documentos: Carteira de identidade, CPF, Título Eleitoral, Certidão de Nascimento ou Casamento, Certificado de Reservista (para os homens), Comprovante de Residência (Com CEP da rua),  cópia do CPF e da Carteira de Identidade dos pais ou responsáveis legais (para menores de 18 anos de idade), Histórico Escolar e Certificado do Ensino Médio. Obs: A Carteira de Identidade, Histórico e Diploma do Ensino Médio precisam ter cópias aut...

24/04/2015
Graduação

UNIJIPA realizou o 1° Interação Contábil

No último dia 22 (quarta-feira), foi realizada nas dependências da escola Jovem Gonçalves Vilela a primeira edição do evento “Interação Contábil”. Com o lema “Da teoria à prática”, a atividade contou a participação de Walmir Étori (palestrante, escritor e apresentador), Vilma Fátima Mendes Empresária, Contadora e Presidente do CRC de Rondônia), Edson Eduardo Coelho Ramos (Empresário, contador e Egresso da UNIJIPA), Francione Francisca de Oliveira (Professora, empresária e contadora), Simone Isabel da Silva (Contadora e funcionária do Ministério Público), Cleunice de Souza e Silva Virgulino (psicólogas orientadoras), além dos acadêmicos Whaine e Sara Martin (m...

26/04/2016
Institucional

20 empreendedores para começar a seguir agora nas redes sociais

Está precisando de um conselho ou de uma inspiração? Que tal dar uma espiada no Twitter, Facebook ou Instagram? Não, não estamos falando de fotos de bichinhos fofos, de pratos apetitosos nem mesmo das pérolas do Chapolin Sincero. Muitos dos empreendedores que são referência no Brasil e no mundo têm perfis ativos nas principais redes sociais e compartilham seus pensamentos diariamente nesses canais. Quer maneira mais fácil de adquirir conhecimento para fazer seu negócio ir para a frente? Ah, é claro que, de quebra, ainda dá para interagir, afinal, quem sabe a Bel Pesce não responda ao seu tweet ou o Marco Gomes não curta o seu comentário?! Então, anote aí o perfil desses 20 empreendedores...

Comentários

CAPTCHA Image
Recarregar Imagem