Área Restrita

Comissão de Educação aprova aumento do piso salarial dos professores

21/10/2015
Notícias
Institucional

 

O piso salarial nacional dos professores da rede pública de educação básica pode passar de R$ 1.917,78 para R$ 2.743,65 por mês. É o que prevê o projeto (PLS 114/2015) de Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), aprovado na reunião desta terça-feira (20) da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).A lei que criou o piso (11.738/08) estabelece o valor mínimo a ser pago aos profissionais do magistério público da educação básica, com jornada de 40 horas semanais. O valor é calculado, a cada janeiro, com base na comparação da previsão do valor aluno-ano do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) dos dois últimos exercícios.

 

Ao longo dos seis anos (2009-2015) desde a sua implementação, o piso foi reajustado em 87%, com ganho real de 37%, segundo dados da Secretaria de Articulações com os Sistemas de Ensino do Ministério da Educação. Este ano, a atualização de 13,01% elevou o vencimento inicial da categoria de R$ 1.697,39 para R$ 1.917,78.

 

 

FORMA PROGRESSIVA - O relatório favorável ao projeto, da senadora Ângela Portela (PT-RR), estabelece que a integralização do novo piso deverá ser feita de forma progressiva, no decorrer de três anos. Um aspecto considerado "relevante" pelas senadoras é que deverá caber ao governo federal, durante cinco anos, a responsabilidade financeira pela complementação dos salários em vigor, para que atinjam o montante referente ao novo piso salarial. — Sabemos que muitos estados atravessam crises, e essa seria uma medida condizente para que os professores percebam melhores vencimentos — frisou Ângela Portela.

 

 

Com este objetivo, passariam a ser destinados 5% da arrecadação das loterias federais administradas pela Caixa para a complementação dos salários dos professores da educação básica. O projeto segue para a análise da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Para os senadores Antonio Anastasia (PSDB-MG) e Simone Tebet (PMDB-MS), que votaram a favor, a CAE terá condições de aprimorar o texto.

 

 

Fonte: Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

 

 

Veja Também

14/09/2015
Graduação

Acadêmicos de Arquitetura & Urbanismo da UNIJIPA receberam palestras sobre Impermeabilizantes na Construção Civil

No último dia 24 de agosto, acadêmicos do curso de Arquitetura & Urbanismo da Faculdade Panamericana de Ji-Paraná (UNIJIPA) participaram da palestra ministrada por Tiago Lima, representante da Otto Baumgart (Vedacit) sobre Impermeabilizantes na Construção Civil. A atividade foi realizada das 19h30 as 21h, no laboratório de Projetos e Expressão Gráfica.

26/10/2016
Graduação

Curso de Engenharia Civil realizou o 1º Torneio de Pontes de Macarrão

No último dia 22 de outubro às 9h, o curso de Engenharia civil da UNIJIPA promoveu o 1º Torneio de Pontes de Macarrão, envolvendo acadêmicos do curso no Campus I da instituição. A atividade contou com o patrocínio das empresas Cerâmica Belém, Depósito de Areia Lopes e Minas Ferro. Dos 20 grupos inscritos, 11 apresentaram os projetos competindo pelos prêmios de mil reais para o 1º lugar, e quinhentos para o segundo colocado.

16/04/2018
Institucional

Colaboradores da Unijipa recebem treinamento sobre prevenção de incêndio

Nos dias 11 e 13 de abril, colaboradores administrativos participaram de um treinamento teórico e prático sobre a prevenção e combate de incêndio, além de aprenderem sobre o atendimento pré-hospitalar. O treinamento foi realizado em parceria com a Exemplar Treinamentos, ministrado pelos sargentos Nilo e Renaldo, do Corpo de Bombeiros de Ji-Paraná. Ao todo, foram 12 horas de treinamento.   "A prevenção é o ato de evitar que ocorra o incêndio e o sucesso se dá quando a organização e a educação em todos os setores de atividades atuam em conjunto. Onde o conhecimento...

Comentários

CAPTCHA Image
Recarregar Imagem