Área Restrita

Conheça as regras para conseguir bolsas de pós-graduação no Brasil

05/06/2013
Notícias
Institucional

Existem três maneiras de obter-se financiamento para custear pós-graduações

Quem está interessado em fazer pós-graduação no Brasil, deve saber que existe pelo menos três fontes de financiamento para bolsas de mestrado e doutorado: a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e as Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa.

Em geral, as bolsas de mestrado têm duração de 24 meses (2 anos) e as de doutorado, de 48 meses (4 anos).

Os valores variam bastante entre as fundações estaduais de amparo, mas grande parte delas usa como base a remuneração da Capes e do CNPq: R$ 1.500 para mestrado, R$ 2.200 para doutorado e R$ 4.100 para pós-doutorado.

Apesar de o processo seletivo ser descentralizado, os pagamentos são feitos pelas próprias agências de fomento, sendo elas as responsáveis por atrasos –que não costumam ser frequentes.

Em relação ao acúmulo de bolsas com algum vínculo empregatício remunerado, as duas principais agências estabeleceram regras em 2010, que autorizava atuar profissionalmente na sua área de formação, desde que o trabalho executado esteja relacionado com o tema da dissertação/tese e haja autorização do orientador. Nesse caso, o professor deverá comunicar oficialmente à coordenação do programa de pós-graduação e se responsabilizará pelo bom desempenho acadêmico do estudante, sem causar prejuízo ao bom desempenho do curso como um todo.

Isso porque as notas baixas e a pouca quantidade de publicações do estudante podem contribuir para uma redução na nota do programa de pós-graduação –e prejudicar tanto o corpo discente que se forma quanto o corpo docente.

Conheça as regras para ter uma bolsa de estudos de pós no Brasil

Capes

A Capes é uma agência de fomento do Ministério da Educação e distribui bolsas de mestrado e de doutorado diretamente às instituições de ensino superior (particulares e públicas) que possuem cursos de pós-graduação `stricto sensu` avaliados pela agência e com nota igual ou superior a 3 (a nota máxima da avaliação é 7).

Isso quer dizer que, conforme diversos critérios de avaliação do órgão (como quantidade de publicação de estudantes, publicação de professores, tempo de defesa, etc.), os programas de pós-graduação recebem uma quantidade de bolsas para mestrado, para doutorado e para pós-doutorado –há programas de pós-graduação que só possuem mestrado.

O período e o método de seleção dos bolsistas são definidos pela coordenação dos cursos de pós-graduação.

Diferentemente de outras agências, há diferenças de regras para bolsistas de instituições públicas e instituições privadas.

- É preciso se classificar no processo seletivo feito na instituição de ensino superior em que o aluno está matriculado

- Ter desempenho acadêmico satisfatório

- O aluno deve se dedicar integralmente ao programa de pós-graduação

CNPq

O CNPq é a agência de fomento do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação). Há mais flexibilidade na forma de receber as bolsas de pós-graduação, que podem ser concedidas diretamente aos cursos de pós-graduação, mas também a instituições de ensino, pesquisa e desenvolvimento tecnológico --por exemplo, o IPEA ou o IBGE pode oferecer bolsas de mestrado com recursos do CNPq.

As mesmas regras valem para universidades e instituições públicas e privadas.

Fundações Estaduais têm regras próprias

Com exceção de Rondônia, Roraima e Tocantins, todos os outros Estados possuem fundações de amparo à pesquisa, cujos recursos têm origens diversas.

A Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), por exemplo, tem um orçamento anual correspondente a 1% do total da receita tributária do Estado e suas bolsas são maiores do que as das agências federais: as de mestrado variam entre R$ 1.545,30 e R$ 1.640,40; e as de doutorado, entre R$ 2.277,90 e R$ 2.819,10.

Cada fundação define os valores de suas bolsas e as regras para o processo seletivo e para a manutenção de valores de bolsa. Muitas fundações exigem relatórios periódicos, por exemplo.

Cheque os sites das fundações estaduais que oferecem bolsas de estudo

- Acre - Funtac

- Alagoas - Fapeal

- Amapá - Fapeap

- Amazonas - Fapeam

- Bahia - Fapesb

- Ceará - Funcap

- Distrito Federal - Fap-DF

- Espírito Santo - Fapes

- Goiás - Fapeg

- Maranhão - Fapema

- Mato Grosso - Fapemat

- Mato Grosso do Sul - Fundect

- Minas Gerais - Fapemig

- Pará - Fapespa

- Paraíba - Fapesq

- Paraná - Fappr

- Pernambuco - Facepe

- Piauí - Facepi

- Rio de Janeiro - Faperj

- Rio Grande do Norte - Fapern

- Rio Grande do Sul - Fapergs

- Santa Catarina - Fapesc

- São Paulo - Fapesp

- Sergipe - Fapitec-SE

Cada fundação define os valores de suas bolsas e as regras para o processo seletivo e para a manutenção de valores de bolsa. Muitas fundações exigem relatórios periódicos, por exemplo.

Veja Também

19/02/2013
Institucional

athenas-grupo-educacional-lanca-plataforma-de-ead

  Athenas Virtual disponibilizará disciplinas à distância para as graduações presenciais. Na última segunda-feira (18), o Athenas Grupo Educacional lançou na Web o Athenas Virtual, um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) para os alunos e professores das 5 Instituições de Ensino Superior que compõem o grupo (FAMETA, FAP, FAPAN, FSP e UNIJIPA) que optarem por cursar determinadas disciplinas através da modalidade à Distância. A implementação desta nova facilidade, segundo a Designer Educacional do Athenas Virtual, Michele Martines, está de acordo com uma regulamentação do Ministério da Educação (MEC) prevê que um percentual do curso pode ser ofertado na modalidade...

24/07/2015
Institucional

Instituto cria rede social com conteúdo educativo e de gestão

Ao adotar a ferramenta mais popular dos últimos tempos, o campus de Ceilândia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB) cria rede social própria, fortalece a comunicação entre escola e comunidade e inova nas práticas educacionais. É a IFSocial, rede on-line que funciona basicamente como o conhecido facebook, mas com conteúdos educativos, informativos e também voltados para a gestão escolar.

19/03/2012
Institucional

diretores-das-unidades-do-athenas-educacional-se-reunem-em-ji-parana

Na última sexta-feira (16) reuniram-se na Faculdade Panamericana de Ji-Paraná (UNIJIPA) os diretores das faculdades que compõem o Athenas Grupo Educacional e a direção geral e pedagógica do Grupo, onde foi colocada em discussão a produção científica das instituições.      Na última sexta-feira (16) reuniram-se na Faculdade Panamericana de Ji-Paraná (UNIJIPA) os diretores das faculdades que compõem o Athenas Grupo Educacional e a direção geral e pedagógica do Grupo, onde foi colocada em discussão a produção científica das instituições.   No período da manhã, após releitura do esboço elaborado pelo Departamento Pedagógico, foi aprovado pelos presentes...

Comentários

CAPTCHA Image
Recarregar Imagem